Pesquisa alerta para elevado nível de subnotificação da Covid

Desse total, 41.388 estão com o vírus ativo e podem transmitir a doença.

O número de pessoas que testaram positivo para a Covid-19 em Teresina continua crescendo e já chega a 94.182 casos, muito superior aos dados oficiais da doença na capital. A pesquisa realizada entre os dias 5 e 7 de junho pela Prefeitura da capital alerta para o elevado nível de subnotificação do novo coronavírus.

De acordo com o resultado do levantamento divulgado hoje (9) pelo prefeito Firmino Filho, em videoconferência, 41.388 infectados estão com o vírus ativo e podem transmitir a doença. Esta é a oitava edição do estudo, cujo objetivo é conhecer a dimensão da pandemia na cidade.

A sondagem aponta também que 40.388 pessoas estão na fase intermediária do vírus, ou seja, estão imunizadas ou desenvolvendo a imunidade, e outras 12.454 estão imunes à doença. Segundo a pesquisa, a quantidade de positivos é 41 vezes maior que os 2.304 confirmados oficialmente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) no domingo anterior à pesquisa.

“O grau de subnotificação é 41 vezes o número de casos oficiais confirmados. Desde a primeira etapa da sondagem, até agora, houve um crescimento gigantesco e ainda estamos no processo de crescimento da doença em Teresina, prova disso é que temos 41.388 pessoas com o vírus ativo e em fase de transmissão da doença. Tem uma pequena tendência de achatamento, mas nada confirmado, e é temerário fazer qualquer tipo de flexibilização”, explicou o prefeito.

Quanto a taxa de reprodução, denominada de R0 (R-zero), Firmino informou que foi feita uma releitura baseada nos dados do IgM positivo. “A sondagem mostra que passamos de 2,5, para 1,66 e agora estamos com 1,09. Esse grau de transmissibilidade tem diminuído, mas não chegamos na taxa ideal, que é menor do que 1. Portanto, a doença continua se propagando na cidade e não chegamos a uma taxa segura de estabilidade”, ressaltou.

Confira a distribuição dos casos positivos para o novo coronavírus por região de Teresina e por faixa etária, de acordo com o Instituto Opinar, responsável pela pesquisa:

Distribuição de casos por zona de Teresina:

Zona Norte: 35% das pessoas com resultado positivos;

Zona Sul: 30% dos casos;

Zonas Sudeste e Leste: 17%, em cada região.

Distribuição por faixa etária:

As pessoas com idade entre 25 a 34 anos representam 22% dos positivos;

Os jovens entre 15 e 24 anos estão logo em seguida, com 18%;

Índice é de 17% nas pessoas com idade entre 35 a 44 anos;

Crianças e adolescentes (faixa até 14 anos) representam 14% das pessoas infectadas, mesmo índice das pessoas entre 45 a 54 anos;

12% estão na faixa de 55-69 anos;

Pessoas com mais de 70 anos são 3% dos casos.

Semcom

 

 

Deixe uma resposta