Montezuma, Fábio Novo e Fábio Abreu de olho no Palácio da Cidade

Os três pré-candidatos ao cargo de prefeito de Teresina pediram exoneração nas suas secretarias para disputar as eleições de 2020.
EDNALDO CÍCERO FREITAS
Jornalista
redacao@edcicero.com.br

Kleber Montezuma, Fábio Novo e Fábio Abreu se desincompatibilizaram na quarta-feira (3) para disputar as eleições municipais de 2020. Os três almejam o posto de prefeito de Teresina, ocupado atualmente pelo tucano Firmino Filho, que está no seu quarto mandato.

Montezuma, professor, é o pré-candidato do Palácio da Cidade. Filiado ao PSDB, deixou a Secretaria Municipal da Educação (Semec). Na sua gestão, Teresina melhorou a qualidade do ensino e, de acordo com o Ministério da Educação, atingiu o melhor nível entre as capitais.

Fábio Novo, deputado estadual, se afastou da Secretaria da Cultura do Governo Wellington Dias, que aposta nele para acabar com a supremacia tucana na Prefeitura da capital. O parlamentar garante que fez um bom trabalho na pasta, com projetos culturais arrojados.

Fábio Abreu trocou a Polícia Militar pela política e está no segundo mandato de deputado federal. Até ontem era secretário de Segurança Pública, colega de Novo no Governo do Estado. O ex-PM não conseguiu combater a violência durante a sua permanência no cargo.

Em tempos de pandemia pelo novo coronavírus, existem movimentos a favor do adiamento das eleições municipais, previstas para outubro deste ano, a fim de evitar aglomerações, o ambiente ideal para a proliferação do vírus. Até agora, a Justiça Eleitoral é contra.

 

Deixe uma resposta